AVISOS da SEMANA


Todas as segundas-feiras – 19:00h – Intercessão.

25/11 – sáb – 19h30 – RJA Jump – Noite black

26/11 – dom – 10h e 18h – RIA apresentação

29/11 – qua – 20h – Noite do Empreendedor

30/11 – qui – 20h – Apresentação Teatro - Vivendo meu papel

Postagens

Células nas casas - confira a mais próxima de você.

. 2ª feira......... 19h Culto de Intercessão
20h15.. Escolas Líderes e Teológica
. 5ª feira ........ 20h.... Culto

. 6ª feira ....... 20h ... Rd da Família (confira agenda)
. 6ª feira ....... 20h ... Rd adolescentes(confira agenda)
. Sábados...... 19h30.. Rd de Jovens (confira agenda)
. Domingos... 16h45... Pós Encontro e Esc. de Líderes
. Domingos... 10h e 18h..... Culto de Celebração

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Mapear para conquistar.

Hebreus 3: 12 Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo;

Não vamos mapear nossa geografia por medo, opressão ou paralisia.
Vamos semear enquanto olhamos os ventos, as dificuldades, barreiras, muralhas, gigantes.
Nada pode paralisar nossa caminhada por vermos as dificuldades.
Precisamos mapear sendo sabedores que não seremos amedrontados.
Viver amedrontado significa viver sem fé.
Fora incredulidade!
A incredulidade é pecado, pois desagrada a Deus.
“Se fé é impossível agradar a Deus”.
Você é santo e quando um santo duvida de Deus é horrível. É infidelidade.
Você já viu as barreiras, dificuldades? Agora creia!
Não podemos magoar a Deus com nossa incredulidade.
Deus nos dá inúmeros exemplos de seu poder para fortalecer nossa fé.
A raiz de outros pecados na vida de um santo é a incredulidade.
O que tem lhe permitido desconfiar de Deus?
Deus te ama e fará o impossível por você.
Decrete para seu coração ouvir: Eu creio!

Deus te abençoe com fé.
Ap. Valdemir Arnesi – Mizinho (seu pastor)

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ameaça de bomba na Mooca

- O Estado de S.Paulo
MOOCA
Uma ameaça de bomba fez alunos e funcionários evacuarem o prédio da Universidade São Judas Tadeu na Mooca, zona leste de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, um objeto com um relógio acoplado foi encontrado por um vigilante no 4.º andar. O artefato seria um simulado de explosivo, mas o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado para lidar com o objeto.

"em nome de Jesus"toda arma forjada contra nós nao prosperará!!!!"
Ap. Valdemir Arnesi - Mizinho



Congresso Honra

Encontro de Adolescntes

LIÇÃO 023.10 – Territórios transformados pelos 12!

Semana de 21.06.2010 a 26.06.2010

Queridos discípulos semeadores e conquistadores. Sejam bem-vindos a mais uma célula.
“13 ¶ Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram para junto dele. 14 Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar 15 e a exercer a autoridade de expelir demônios. 16 Eis os doze que designou: Simão, a quem acrescentou o nome de Pedro; 17 Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais deu o nome de Boanerges, que quer dizer: filhos do trovão; 18 André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o Zelote, 19 e Judas Iscariotes, que foi quem o traiu.”(Marcos 3)
Os 12 foram escolhidos com propósito. Ser 12 é ser discípulo de Jesus. Você é 12, é discípulo de Jesus.
A escolha dos 12 fala de conquista de territórios.
Jesus subiu ao monte e logo escolheu, separou seus 12.
Depois disto, Jerusalém não foi mais a mesma. O território da fome foi suprido pela multiplicação de pães e peixes através dos 12. O planeta foi alterado pelos 12.
Jesus deixou sua conquista para ser feita através dos 12.
Você é o resultado da conquista que Jesus Cristo fez naquela cruz. Você tem propósito para ser discípulo de Jesus.
Onde tem discípulo de Jesus tem transformação.
Em meados do século XV um homem resolveu ser discípulo que faz diferença e estudando a palavra trouxe transformação para o planeta. Decidiu não apenas ouvir, mas buscar, aprofundar-se, viver, transformação seu território, sua geografia. Assim houve o protesto e transformação de Martinho Lutero.
A base de que os 12, os discípulos de Jesus mudam territórios é opção de Deus. Deus quis assim, através de Jesus. Veja o versículo 15.
Há três motivos para que fomos escolhidos:
. Andar com Jesus;
. Pregar o evangelho e
. Receber autoridade para expulsar demônios.
Esta autoridade lhe dá domínio sobre sua geografia, sobre seu território.
Sua casa, sua família, sua empresa, sua célula, não ficarmos oprimidos e submissos à toda força do mal, mas Deus te escolheu para lhe dar autoridade sobre isso.
Você recebeu esta autoridade por decisão, por escolheu de Deus.
É fácil pensar que você não é, não tem, não pode, não consegue e assumir a rota da desistência, das barreiras.
Mas não foi assim que Deus te viu. Te viu como alguém que poderia receber autoridade para expulsar demônios.
Seu território precisa ser transformado e vai. Esta autoridade que você recebeu vai mudar seu território.
Ore agora mesmo recebendo autoridade e Jesus em seu coração.
Deus te abençoe.
Shalom, shalom.
Ap. Valdemir Arnesi – Mizinho (seu pastor)
Sab 03/07 19h30 Macrocélula e Dom 15/08 III Caminhada pela PAZ na Mooca.
TODA MOOCA PARA JESUS EM 2010!!!

MAPEAR PARA VENCER GIGANTES

Deus ama as cidades e os seus habitantes. Nenhuma cidade foi fundada ao acaso ou sem propósito.
“Quando o Altíssimo deu às nações a sua herança, quando dividiu toda a humanidade, estabeleceu fronteiras para os povos de acordo com o número dos filhos de Israel.” Deut 32:8
O princípio da distribuição de terras as nações e a fixação de limites entre os povos foi estabelecida por Deus.
“De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. Deus fez isso para que os homens o buscassem....” At 17:26-27a
Deus mesmo determinou o princípio da variedade de raças para povoar toda a terra. Tudo obedeceu ao Seu plano, ordem e propósito. A vontade divina governa as nações. Assim como esses limites geográficos influenciam no clima de outros territórios, uma nação pode exercer poderosa influencia sobre outra - mesmo porque o plano de redenção do mundo é único.
Porque Deus planejou as coisas deste modo? A resposta bem simples é acompanhada de um propósito bem muito profundo: para que O buscassem.
Esta é a essência do plano de Deus quando estabeleceu cada nação como sua herança, foi de buscá-Lo.
Você foi chamado para entrar neste mover: ganhar vidas. E que estas vidas busquem ao Senhor, você foi chamado para ser um valente e muitas vezes anônimo intercessor-guerreiro que integra o exército do Senhor cujo caráter esta sendo forjado e moldado na linha de frente.
Estamos mapeando. O que é mapeamento?
Mais uma definição “Mapeamento espiritual é um meio através do qual podemos ver o que está abaixo da superfície do mundo material.
Existem várias e profundas definições, uma coisa é certa: não existe uma forma padronizada para a elaboração de um mapeamento espiritual. Mas é necessário ver a história com os olhos espirituais. Por isso, a Bíblia afirma: “O coração entendido procura o conhecimento....Prov 15:14
Para entendermos bem o que mapeamento espiritual, antes, é necessário saber o que não é mapeamento espiritual.
Mapeamento espiritual não é:
Produção de mapas; dar nomes espirituais a vilas, bairros ou cidades; não é uma varinha condão; não é nenhuma solução mirabolante ou instantânea como muitos gostariam.
Mapeamento espiritual é um processo. Leva tempo, exige dedicação.
O mapeamento é somente um passo inicial. Uma parte (dica ou revelação) do problema como um todo. É o início e não e conclusão. É o Espírito Santo que “nos guia a toda verdade”.
Quando um mapeamento espiritual objetivo é conclusivo – aí sim – poderemos saber quais são as “amarras” que prendem o nosso bairro, nossa célula, nossa vida.
Vamos ler um exemplo na Bíblia e entendermos a profundidade disso tudo que estamos falando semana após semana. Genesis 13:14-18 - A Promessa de Deus a Abrão.
14 Disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló separou-se dele: “De onde você está, olhe para o norte, para o sul, para o leste e para o oeste: 15 toda a terra que você está vendo darei a você e à sua descendência para sempre. 16 Tornarei a sua descendência tão numerosa como o pó da terra. Se for possível contar o pó da terra, também se poderá contar a sua descendência. 17 Percorra esta terra de alto a baixo, de um lado a outro, porque eu a darei a você”. 18 Então Abrão mudou seu acampamento e passou a viver próximo aos carvalhos de Manre, em Hebrom, onde construiu um altar dedicado ao SENHOR.
Em Hebrom, junto, aos carvalhos de Manre – Lugar de Força, Gordura, Unção – Abraão construiu suas tendas e edificou um novo altar para o Senhor. Quiriate-Arba era o nome antigo desta cidade. Quiriate significa cidade e Arba significa quatro. Quiriate-Arba significa “cidade de quatro" , homenageava o maior gigante enaquim cujo nome era Arba.
Enaquins eram gigantes que aterrorizavam os israelitas. Eles também são símbolos de demônios na bíblia.
Onde o mapeamento entra nesta história?
Números 17, fala da missão de reconhecimento de Canaã a terra prometida e seu relatório. No verso 22, subiram do Neguebe e chegaram a Hebrom, onde viviam Aimã, Sesai e Talmai, descendentes de Enaque. (Hebrom havia sido construída sete anos antes de Zoã, no Egito)
Existiam 3 gigantes Aimã, Sesai e Talmai e qual foi o relato? 10 não viam a possibilidade, mas 2 sim. Todos mapearam. Os 12 mapearam, mas somente 2 creram e sabe o que aconteceu? 10 morreram e 2 venceram.
Quem foram os que além de mapearem creram e conquistaram a benção? Josué e Calebe! Josué conquistou a cidade e mais tarde Calebe expulsou os gigantes.
Josué 15:14 diz que Calebe expulsou de Hebrom os três enaquins: Sesai, Aimã e Talmai, descendentes de Enaque. Calebe o corajoso velhinho, bom guerreiro espada na mão, colocou 3 gigantes para correr e acabou com a maldição do lugar. Tomou a montanha que está defronte de Hebrom e fez dali a sua herança.
Em 1 Samuel 17, o exército de Saul não luta e todos ficam com medo e Davi crê que vai vencer o gigante e vence. Essa notícia ficou tão popular que mais tarde os valentes (aqueles da caverna de Adulão) de Davi mataram gigantes. (2 Sam 21:22)
Agora preste atenção! Davi venceu gigantes e começou a reinar em Hebrom, você lembra de Hebrom?
No ato altar de Abraão? Você precisa de atos proféticos. Exemplos são sua conversão, ir para o encontro e batismo.
Por 7 anos ele reinou em Hebrom. O número sete tem uma simbologia na bíblia e significa totalidade.
Davi reinou primeiro em Hebrom para depois reinar em Jerusalém. Isso nos mostra que nosso mapeamento não é só para anotar e não fazer nada. Você vai vencer gigantes!
Quais são as suas armas para vencer gigantes?
O Senhor te deu armas espirituais - Oração, jejum, célula e também deu o Espírito Santo para te dar estratégias de como falar e quando falar. Não te faltam recursos.
Você vai mapear e derrotar gigantes e todos os seus irmãos, parentes, vizinhos, amigos e todos ao seu redor vão querer também matar gigantes “pelos seus testemunhos”.
Nós vamos matar todos os gigantes aqui da Mooca. Nós seremos exemplo de conquista.
E todos vão ver o avivamento chegar, as vidas se convertendo, as células multiplicando a nossa vida mudando.
E nossos irmãos vão ver nossa vitória e saber que eles também podem fazer o mesmo em outros bairros, cidades, estados. Você esta orando e jejuando então comece a convidar vidas.
E veremos o cumprimento de Ezequiel 48. Daquele momento em diante, o nome da cidade será Yhaweh Shamá :O SENHOR ESTÁ AQUI”.
Sua vida será chamada O senhor esta aqui. O Senhor está em sua vida, casamento, célula e trabalho.
E DAQUELE DIA EM DIANTE O NOME DAQUELE BAIRRO – MOOCA – SERA CHAMADO YHAWEH SHAMA – O SENHOR ESTA AQUI.
Deus te abençoe.
Pra. Keila – Igreja Águas Mooca.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

GEOGRAFIA BÍBLICA - PROVA B

PROVA B – ETA
MATÉRIA: GEOGRAFIA BÍBLICA
ALUNO: ______________________________________ ____________________________
PROFESSOR (A): Ap. Valdemir Arnesi - Mizinho TURMA:– segunda-feira – 20h15
DATA DA AULA: 21/06/2010 DATA PARA ENTREGA: 05/07/2010 (*) após a data de entrega prevista a cada semana de atraso perderá 20% da nota.
ENTREGAR ESTA PROVA PARA: Dca. Silvana

GEOGRAFIA BÍBLICA

1. Quais são as 2 cidades importantes do Mundo do Velho Testamento que tinham muralhas de tamanhos gigantescos e quais características diferentes tinham suas muralhas?
a. _______________________________________________________________________.
_________________________________________________________________________.

b. _______________________________________________________________________.
_________________________________________________________________________.

2. Quais os vários nomes aplicados à Terra da Palestina? A cada nome cite pelo menos uma referência bíblica.
a. _______________________________________________________________________.
b._________________________________. c. __________________________________.
d._________________________________. e. __________________________________.
f.__________________________________. g. __________________________________.
3. Quais as duas ordens de limites da Terra da Palestina e o que abrangem?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

4. Qual o tamanho aproximado da Terra da Palestina que foi dividida entre as 12 tribos?
_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

5. Com versículos bíblicos diga quais são os limites maiores da Terra da Palestina?

a.________________________________________________________________________.
b.________________________________________________________________________.
c.________________________________________________________________________.
d.________________________________________________________________________.
6. Quais são os mares da Palestina e seus diversos nomes?

a.________________________________________________________________________.
b.________________________________________________________________________.
c.________________________________________________________________________.
7. Quais são as montanhas principais da Palestina?

a._________________________________. g. _________________________________.
b._________________________________. h. _________________________________.
c._________________________________. i. _________________________________.
d._________________________________. j. _________________________________.
e._________________________________. k. _________________________________.
f. _________________________________.
8. Quais as Planícies Principais da Palestina?

a._______________________________. c. __________________________________.
b._______________________________. d. __________________________________.
e.___________________________.

9. Qual a divisão da Palestina política e que períodos abrangia?

a.________________________________________________________________________.
b.________________________________________________________________________.
c.________________________________________________________________________.
d.________________________________________________________________________.
10. Dentro da geografia dos livros dos Atos, das Epístolas e do Apocalipse cite quais países estavam representados no dia de Pentecostes, quais países o evangelho foi pregado na terceira viagem missionária de Paulo e quais as sete cidades das Igrejas da Ásia para as quais Jesus revelou uma Carta para João?

a.________________________________________________________________________.
_________________________________________________________________________.

b.________________________________________________________________________.
_________________________________________________________________________.

c._________________________________________________________________.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Você não é o meu problema!

Palavra aos casais, ministrada em 11/06/2010

Eclesiastes 8: 6 Porque para todo propósito há tempo e modo; porquanto é grande o mal que pesa sobre o homem.
7 Porque este não sabe o que há de suceder; e, como há de ser, ninguém há que lho declare.
8 Não há nenhum homem que tenha domínio sobre o vento para o reter; nem tampouco tem ele poder sobre o dia da morte; nem há tréguas nesta peleja; nem tampouco a perversidade livrará aquele que a ela se entrega.


Neste texto o sábio Salomão deixa claro a origem das lutas e as aflições diárias do homem, afastando toda dúvida, ou engano de que a família é que é o problema.
Na bíblia família não é problema, mas pode se tornar se olharmos erroneamente.
Devemos lutar sempre, mas não contra a família.
Os discursos, bares, baladas, expressam muitas vezes que a família é o problema então devemos seguir para “outros” rumos o que certamente desagrada a Deus e gera, cria, traz a existência muitos problemas para a própria pessoa e sua família.
Precisamos resolver as origens, as causas: Você não é o meu problema!
Meu problema é resolver as lutas desta terra, do trabalho, da fadiga, do stress, dos conflitos sociais, disputas, concorrências, humilhações, traidores, dos maldizentes e dos destruidores de sementes que eu plantei.
O sábio Salomão definiu bem com quem lutar e onde está o problema, mas quanto a família e relacionamento com o marido/esposa suas palavras eram completamente outras.
Leia Cantares 7: 1 a 9 e veja que linguagem diferente, que foco no coração e relacionamento. Veja quanto suprimento para a alma da esposa.
Muitos casais passam noites conversando sobre as lutas, mas Salomão decidiu que proteger sua relação com a esposa não passava por viver falando das lutas, mas suprir o coração da esposa,
O casal que supre assim seu cônjuge é sábio e está fazendo um plantio tremendo num jardim maravilhoso e que dará muitos frutos.
Deus abençoe seu casamento.
Ap. Valdemir Arnesi – Mizinho
Igreja Águas.

terça-feira, 15 de junho de 2010

LIÇÃO 022.10 – Tirando o medo de desafios!

Semana de 14.06.2010 a 19.06.2010

Queridos discípulos semeadores, muitas coisas querem nos prender e tomar decisões em nosso lugar.
Jesus logo após a ressurreição decretou que autoridade tem lugar certo: nas mãos dEle.
Ele nos entregou autoridade, mas muitas vezes o MEDO nos rouba esta autoridade.
Em Mt 14:22 a 27, vemos a narração de um ensino sobre vencer o medo no Mar da Galiléia.
Um dos nossos maiores inimigos é o medo. Sempre para avançarmos precisamos superar os medos.
Conquistar, prosperar nos fala de vencer medos.
Os 10 espias de Moisés, viram tudo na terra prometida, mas a decisão foi mudada por medo. Medo dos gigantes!
Quantas das suas decisões já não foram mudadas por medo?
Medo de dar errado, não conseguir, se frustar, perder a esposa, o discípulo.
Por medo muitos enterram talentos.
No mar da Galiléia, os 12 estavam com medo das ondas e da tempestade.
As ondas e tempestades podem ser divórcio, dívida, desafio, cobrança, alvo, promessa.
O autor Max Lucado diz:
“Alimente os seus medos e a sua fé morrerá de fome.
Alimente a sua fé e os seus medos morrerão de fome.”
DIGA: O medo não vai decidir por mim.
Normalmente nossa expectativa, define de onde deve vir a solução e daí ficamos com medo.
No meio do Mar, QUEM PODERÁ NOS AJUDAR? No v. 30 eles repararam no vento e tiveram medo. No meu casamento, quem poderá mudar meu marido, esposa, discípulo, vida financeira, pai, mãe? Só o pastor, o líder, um culto, o encontro.
Quando definimos ou limitamos de onde virá a solução percebemos tiramos alimento de nossa fé e alimentamos o medo. Daí, se não acontece cremos que não terá saída e desistimos.
É um perigo a forma que limitamos Deus de fazer os milagres em nossa vida.
Os 12 já tinham visto vários milagres, inclusive a tempestade se acalmar, mas Jesus estava no barco da outra vez. Então o milagre não podia acontecer. Isto gera medo.
Você percebe que algumas dificuldades se repetem?
• Casamentos;
• lideres que vivem nos altos e baixos;
• desânimos que vão e vem;
• finanças;
• respostas negativas;
Fique atento, pois muitas vezes nós só damos atenção TOTAL para Jesus no meio das tempestades.
“Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito oprimido.” Salmos 34:18
“Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.” Salmos 145:18
“Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos.” Heb 2: 1
Estas que se repetem também terão solução e SEMPRE Jesus virá do jeito dEle e vai te livrar, mesmo que no meio da tempestade.
Nos versos 27 e 31 Jesus respondeu IMEDIATAMENTE ao clamor e assim será com você hoje.
O chamado é: “Tende bom ânimo!” Este ânimo significa CORAGEM e não ingenuidade, passividade ou ignorância.
DIGA: Tempestade não é uma opção mas o medo é?
Jesus te ama e pode vir de onde você nunca imaginou.
Coragem, pois pode ser sua primeira vez andando no mar, ou na tempestade, mas não é a primeira tempestade de Jesus.
CORAGEM, não temas. Eu Sou.
Ore agora mesmo recebendo autoridade e tirando o medo de suas decisões recebendo Jesus como seu único Salvador!
Deus te abençoe.
Shalom, shalom.
Ap. Valdemir Arnesi – Mizinho (seu pastor)
Dom 20/06 15h30 Jogo do Brasil na Igreja
TODA MOOCA PARA JESUS EM 2010!!!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Parabéns Pastores

SER PASTOR
De Wagner A. de Araújo

“Qual o sentido dessa palavra? Ser pastor! Uma afirmação tão pequena, mas repleta de tanto significado!

Ser pastor é muito mais que ser um pregador. Está além de ser um administrador de igreja. Muito além de professor ou conferencista. Ser pastor é algo da alma, não apenas do intelecto.

Ser pastor é sentir paixão pelas almas. É desejar a salvação de alguém de forma tão intensa, que nos leve à atitude solidária de repartir as boas-novas com ele. É chorar pelos que se mantém rebeldes. É pensar no marido desta irmã, no filho daquela outra, na esposa do obreiro, nos vizinhos da igreja, nos garotos da rua. Ser pastor é tudo fazer para conseguir ganhar alguns para Cristo.

Ser pastor é festejar a festa da igreja. É alegrar-se com a alegria daquele que conquista um novo emprego, daquele que se gradua na faculdade, daquele que recebe a escritura da casa própria ou do outro que recebeu alta no hospital. Ser pastor é ter o brilho de alegria ao ver a felicidade de um casal apaixonado, ao ver o sucesso na vida cristã de um jovem consagrado, é festejar a conversão de um familiar de alguém da igreja por quem há tempos se vinha orando. Ser pastor é desejar o bem sem cobiçar para si absolutamente nada, a não ser a felicidade de participar dessa hora feliz.

Mas ser pastor também é chorar. Chorar pela ingratidão dos homens. Chorar porque muitas vezes aqueles a quem tanto se ajudou são os primeiros a nos perseguirem, a nos esfaquearem pelas costas, a nos criticarem, a levantarem falso testemunho contra a igreja e contra nós. É chorar com os que choram, unindo-nos ao enlutado que perdeu um ente querido, é dar o ombro para o entristecido pela perda de um amor, é ser a companhia do solitário, é ouvir a mesma história uma porção de vezes por parte do carente. Chorar com a família necessitada, com o pai de um drogado, com a mãe da prostituta, com a família do traficante, com o irmão desprezado.

Ser pastor é não ter outro interesse senão o pregar a Cristo. É não se envolver nos negócios deste mundo, buscando riquezas, fama e posição. É saber dizer não quando o coração disser sim. É não ir à casa dos ricos em detrimento dos pobres. É não dar atenção demasiada para uns, esquecendo-se dos outros. É não ficar do lado dos jovens, em detrimento dos adultos e vice-versa. Ser pastor é não envolver-se em demasia com as pessoas, ao ponto de se perder a linha divisória do amor e do respeito, do carinho e da disciplina. Ser pastor é não aceitar subornos nem tampouco desprezar os não expressivos.

Ser pastor é ser pai. É disciplinar com carinho e amor, conquanto com a firmeza da vara, da correção e, não raras vezes, da exclusão de pessoas queridas. É obedecer a Bíblia, não aos homens. É seguir a Deus, não ao coração. Ser pastor é ser justo. Ser pastor é saber dizer não, quando a emoção manda dizer sim. Ser pastor é ter a consciência de não ser sempre popular, principalmente quando tiver que tomar decisões pesadas e difíceis, e saber também ser humilde quando a bênção de Deus o enaltecer diante do rebanho e diante do mundo. Os erros são nossos, mas a glória é de Deus.

Ser pastor é levantar-se quando todos estão dormindo e dormir quando todos estão acordados, socorrendo ao necessitado no horário da necessidade. Ser pastor é não medir esforços pela paz. É pacificar pais e filhos, maridos e esposas, sogros e genros, irmãos e irmãs. Ser pastor é sofrer o dano, o dolo, a injustiça, confiando nAquele que é o galardoador dos que o buscam. Ser pastor é dar a camisa quando lhe pedem a blusa, andar duas milhas quando o obrigam a uma, dar a outra face quando esbofeteado.

Ser pastor é estar pronto para a solidão. É manter-se no Santo dos Santos de joelhos prostrados, obtendo a solução para os problemas insolúveis. Ser pastor é não fazer da esposa um saco de pancadas, onde descontar sua fragilidade e cansaço. Ser pastor é ser sacerdote, mantendo sigilo no coração, mantendo em segredo o que precisa continuar sendo segredo, e repartindo com as pessoas certas aquilo que é "repartível". Ser pastor é muitas vezes não ser convidado para uma festa, não ser informado de uma notícia ou ser deixado de fora de um evento, e ainda assim manter a postura, a educação, o polimento e a compaixão. Ser pastor é ser profeta, tornar o seu púlpito um "assim diz o Senhor", uma tocha flamejante, um facho de luz, uma espada de dois gumes, afiada e afogueada, proclamando aos quatro ventos a salvação e a santificação do povo de Deus.

Ser pastor é ser marido e ser pai. É fazer de seu ministério motivo de louvor dentro e fora de casa. É não causar à esposa a sensação de que a igreja é uma amante, uma concorrente, que lhe tira todo o tempo de vida conjugal. Ser pastor é amar aos seus filhos da mesma forma que ensina aos pais cristãos amarem aos seus. É olhar para os olhos de seus filhos e ver o brilho de seus próprios olhos. É preocupar-se menos com o que os outros vão pensar e mais no que os filhos vão aprender, sentir e receber. É ver cada filho crescer, dando a cada um a atenção e o amor necessários. É orgulhar-se de ser pai, alegrar-se por ser esposo, servir de modelo para o povo. E, quando solteiro, tornar a sua castidade e dignidade modelo dos fiéis, enaltecendo ao Senhor, razão de sua vida.

Ser pastor é pedir perdão. Se os pastores fossem super-homens, Deus daria a tarefa pastoral aos anjos, mas preferiu fazer de pecadores convertidos os líderes de rebanho, pois, sendo humanos, poderiam mostrar aos demais que é possível ser uma bênção. Mas, quando pecarem, saberem pedir perdão. A humildade é uma chave que abre todas as portas, até as portas emperradas dos corações decepcionados. A humildade pode levar o pastor à exoneração, como prova de nobreza e integridade, como pode fazê-lo retomar seus trabalhos com maior pujança e vigor. Há pecados que põem fim a um ministério e ser pastor é saber quando o tempo acabou. Recomeçar é possível, mas nem sempre. Ser pastor é saber discernir entre ficar ou sair, entre continuar pastor e recolher-se respeitosamente.

Ser pastor é crer quando todos descreem. Saber esperar com confiança, saber transmitir otimismo e força de vontade. É fazer de seu púlpito um farol gigantesco, sob cuja luz o povo caminha sempre em frente, para cima e em direção a Deus. Ser pastor é ver o lado bom da questão, é vislumbrar uma saída quando todos imaginarem que é o fim do túnel. Ser pastor é contagiar, e não contaminar. Ser pastor é inovar, é renovar, é oferecer-se como sacrifício em prol da vontade de Deus. Ser pastor é fazer o povo caminhar mais feliz, mais contente, é fazer a comunidade acreditar que o impossível é possível, é fazer o triste ser feliz, o cansado tornar-se revigorado, o desesperado ficar confiante e o perdido salvar-se. As guerras não são ganhas com armas, mas com palavras, e as do pastor são as palavras de Deus, portanto, invencíveis.

Ser pastor é saber envelhecer com dignidade, sem perder a jovialidade. É ser amigo dos jovens e companheiro dos adultos. Ser pastor é saber contar cada dia do ministério como uma pérola na coroa de sua história. Ser pastor é ser companhia desejada, querida, esperada. É saber calar-se quando o silêncio for a frase mais contundente, e falar quando todos estiverem quietos. Ser pastor é saber viver. Ser pastor é saber morrer.

E quando morrer, deixar em sua lápide dizeres indeléveis, que expressem na mente de suas ovelhas o que Paulo quis dizer, quando estava para partir: "combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé". Ser pastor é falar mesmo depois de morto, como o justo Abel e o seu sangue, através de sua história, de seu exemplo, de seus escritos, de suas gravações. Ser pastor é deixar uma picada na floresta, para que outros venham habitar nas planícies conquistadas para o Reino do Senhor. Ser pastor é fazer com que os filhos e os filhos dos filhos tenham um legado, talvez não de propriedades, dinheiro ou poder político, mas o legado do grande patriarca da família, daquele que viveu e ensinou o que é ser um pastor.

Eu sou pastor, isso porque tenho ovelhas, que me amam e são amadas.
Parabéns, guerreiros do Reino”.

Recebemos essas palavras e queremos fazê-las nossas para a sua vida.
Aps. Alice e Bertoni

GEOGRAFIA BÍBLICA - PROVA A

PROVA A – ETA
MATÉRIA: GEOGRAFIA BÍBLICA
ALUNO: ______________________________________ ____________________________
PROFESSOR (A): Ap. Valdemir Arnesi TURMA:– segunda-feira – 20h15
DATA DA AULA: 14/06/2010 DATA PARA ENTREGA: 28/06/2010
(*) após a data de entrega prevista a cada semana de atraso perderá 20% da nota.
ENTREGAR ESTA PROVA PARA: Dca. Silvana

GEOGRAFIA BÍBLICA

1. Como vamos dividir o nosso estudo da geografia bíblica?

a._______________________________. e. __________________________________.
b._______________________________. f. __________________________________.
c._______________________________. g. __________________________________.
d._______________________________. h. __________________________________.
2. Quais são os dois propósitos em estudar GEOGRAFIA BÍBLICA? (vale 2 pontos)

a. _______________________________________________________________________.
_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

b. _______________________________________________________________________.
_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

3. O que significam as expressões “mundo antigo” e “mundo bíblico?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

4. Qual a localização e a extensão abrangida pelo estudo da Geografia Bíblica do Velho Testamento?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

5. Quais são os primeiros rios mencionados na Bíblia e qual a localização deles?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

6. Quais são os sete mares do Velho Testamento?

a._______________________________. d. __________________________________.
b._______________________________. e. __________________________________.
c._______________________________. f. __________________________________.
g.___________________________.

7. Quais são as grandes serras e picos do Velho Testamento?

a._______________________________. d. __________________________________.
b._______________________________. e. __________________________________.
c._______________________________. f. __________________________________.
g.___________________________.

8. Quais são os grandes rios do Velho Testamento? O que distingue o primeiro dos rios mencionados na apostila dos demais?

a.________________________________________________________________________.
b.________________________________________________________________________.
c.________________________________________________________________________.
d.________________________________________________________________________.
e.________________________________________________________________________.

9. Quais os nomes de seis países que são utilizados na atualidade por países importantes do Velho Testamento?

a.________________________________________________________________________.
b.________________________________________________________________________.
c.________________________________________________________________________.
d.________________________________________________________________________.
e.________________________________________________________________________.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

GADITAS, PRONTOS PARA CONQUISTAR TERRITÓRIOS

I Cr 12:8-15
"E dos gaditas se desertaram para Davi, ao lugar forte no deserto, valentes, homens de guerra para pelejar, armados com escudo e lança; e seus rostos eram como rostos de leões, e ligeiros como corças sobre os montes: Ezer, o primeiro; Obadias, o segundo; Eliabe, o terceiro; Mismana, o quarto; Jeremias, o quinto;
Atai, o sexto; Eliel, o sétimo; Joanã, o oitavo; Elzabade, o nono; Jeremias, o décimo; Macbanai, o undécimo; Estes, dos filhos de Gade, foram os capitães do exército; o menor tinha o encargo de cem homens e o maior de mil. Estes são os que passaram o Jordão no primeiro mês, quando ele transbordava por todas as suas ribanceiras, e fizeram fugir a todos os dos vales ao oriente e ao ocidente."

Gaditas, pertencentes à Tribo de Gade.

Gade [Fortuna, ou Boa Fortuna], 7º Filho de Jacó, o primeiro com Zilpa, serva de Lia. Uma das 12 tribos de Israel

Os gaditas eram guerreiros valentes, e estavam prontos para o combate, lutavam armados com escudo e lança, tinham a bravura como de um leão e eram ágeis como as gazelas [ou corças] nos montes

Estamos vivendo um tempo diferente em nossa igreja. Estamos fazendo parte da história como aqueles que irão evangelizar TODA A MOOCA PARA JESUS EM 2010, e isso é para que o Senhor Jesus seja glorificado.

Mas essa tarefa não é fácil e precisamos do maior número possível de guerreiros valentes reunidos e prontos para a batalha, prontos, dispostos a enfrentar o nosso inimigo e conquistar os territórios, que nos pertence, mas que por enquanto estão ocupados pelo inimigo.

Com quem vamos lutar?
(Efésios 6:12) – "Pois nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais."[NVI].

Já sabemos que não são pessoas os nossos inimigos, mas sim as potestades [poderes], os principados [autoridades], dominadores deste mundo em trevas e forças espirituais do mal, ou seja Satanás e seus demônios.

Vamos lutar contra o vício das drogas e do álcool, vamos lutar contra a prostituição, vamos lutar contra a depressão, a miséria, a enfermidade, a rebeldia, o orgulho, e etc.... tudo isso que está no mundo assolando a vida de milhares de jovens e adolescentes.

Mas para isso precisamos estar preparados, como verdadeiros guerreiros, juntos, unidos com um só propósito, conquistar o território que o Senhor nos deu, sua familia, seus amigos, seus vizinhos, o bairro onde você mora, a Mooca.

VOCÊ É UM GADITA, UM JOVEM VALENTE E PRONTO PARA A CONQUISTA DE TERRITÓRIOS.

Assim como os gaditas fizeram precisamos nos unir com o nosso líder nessa missão. Saul já estava morto e agora Davi era o rei de Israel. Ele tinha um sonho, construir o templo para o Senhor, e para isso ele precisou lutar muito contra seus inimigos e conquistar territórios.

Estar com nosso líder na fortaleza fala de aliança com nossos Apóstolos, fala de estar na igreja, na célula, debaixo da cobertura do Senhor [Sl 91]

“Sabiam lutar com escudo e com lança”

Escudo é uma arma de defesa e serve para proteger um guerreiro das armas do inimigo

Ef 6:16 “Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do maligno.”

O escudo da fé nos protege dos pensamentos impuros, nos livra de pensamentos contra os nossos líderes, contra Deus.

O Escudo da Fé pode ser representada pela oração em línguas, onde você ora em mistério à Deus edificando sua fé, que deve ser alimentada em ouvir a palavra de Deus (Romanos 10:17) - De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

Lança – Arma de ataque que deve ser usada para atingir o inimigo à longa distância.

A lança é representada pela palavra profética Portanto temos que profetizar, lançar decretos no reino do espirito dizendo que toda a Mooca é do Senhor Jesus.

Rápido como a gazela, ou corça – Para fugir do pecado. O Senhor Jesus nos ensinou a sermos prudentes como a pomba, porém astutos como a serpente.

Precisamos Ter em nós o fruto do Espirito Santo[Gl 5:22], e precisamos ser rápidos para fugir do pecado, rápidos para agir quando o Senhor determinar que devemos agir.

Rosto como de leão ou bravura como do leão – fala de sermos parecidos com Jesus que é o Leão da Tribo de Judá.

Ter o caráter Cristo é fundamental para o Gadita do Senhor. Esse caráter é moldado em nós através do Espirito Santo de Deus e como você sabe somos templo do Senhor, habitação do Espirito Santo de Deus, poir isso precisamos cada vez mais estar limpos, para que o Espirito Santo nos encha com a sua presença e molde o nosso caráter até ficarmos parecidos com Jesus.

Essa noite o Senhor que te encher com Seu Espirito para que você, Gadita seja um guerreiro forte, e valente, armado com escudo [fé] e lança [palavra profética], rápido e obediente, aliançado ao seu líder, para conquistar os territórios que o Senhor lhe entregou.

Deus te abençoe.
Shalom.
Pr. Kleber Jacinto - Igreja Águas Mooca

segunda-feira, 7 de junho de 2010

LIÇÃO 021.10 – Afastai o desgosto!

Semana de 07.06.2010 a 12.06.2010

Queridos discípulos semeadores e sábios.
Hoje vamos estudar o ensino de Salomão sobre procedimentos, conduta, atitudes de um sábio e você não será mais o mesmo depois desta palavra.

“6 Semeia pela manhã a tua semente e à tarde não repouses a mão, porque não sabes qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas. 7 Doce é a luz, e agradável aos olhos, ver o sol. 8 Ainda que o homem viva muitos anos, regozije-se em todos eles; contudo, deve lembrar-se de que há dias de trevas, porque serão muitos. Tudo quanto sucede é vaidade. 9 Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá contas. 10 Afasta, pois, do teu coração o desgosto e remove da tua carne a dor, porque a juventude e a primavera da vida são vaidade.”(Eclesiastes 11)

Salomão ensina neste capítulo que o sábio é semeador, assim como também expressado em Pv. 15:22 e 19:20.
Mas o semeador não pode somente observar o vento( vers. 4) e apesar de saber sobre as condições é movido por fé, nos decretos divinos e no poder da palavra.
O sábio, ao contrário do comumente esperado, segundo Salomão não é baseado apenas em seu conhecimento sobre as condições e sobre os ventos, mas baseado nas atitudes daquele que tem fé.
Assim Salomão diz no vers. 10 que para termos fé, precisamos retirar do nosso coração toda outra ocupação que impede a fé de ingressar em nosso coração.
A fé vem de Deus, é do Espírito para alma, e por isso eu preciso desocupar meu coração, sentimentos, emoções para que a fé entre em meu coração. Muit9s não sentem nada, acham que Deus só fala com os outros porque seus sentimentos estão completamente ocupados e não há espaço para receber que o doce Espírito Santo está entregando: fé.
No vers. 10 Salomão diz que precisamos afastar de nosso coração o desgosto.
Desgosto é palavra no hebraico que significa: falta de prazer, pesar, contrariedade, descontentamento, ira ou frustração.
Nós temos um discipulador Jesus Cristo que nos deu o exemplo de afastar o desgosto de seu coração, pois no Getsemani (Lc 22:39) vemos que Jesus quando acometido de desgosto não se escondeu ou murmurou, mas foi orar e quando a angústia aumentou orou ainda mais e voltando por três vezes aos seus dicípulos os encontrou dormindo.
Imagine a angústia, o desgosto de ver num momento desses seus 12 dormindo.
Uma guerra enorme acontecendo e os 12 dormindo, como se não se importassem com o que haveria de vir. Jesus é o nosso herói e modelo de quem afasta o desgosto do coração.
Hoje, como seu pastor e discipulador eu preciso lhe alertar que o Senhor Jesus quer lhe livrar deste desgosto. O seu esforço será de jejum e oração para ficar livre do desgosto e poder semear, conquistar, prosperar.
Salomão no vers. 1 chama para lançar o pão sobres as águas, pois o acharíamos depois, simbolizando que não podemos parar de semear, de plantar, de profetizar, de crer no poder de Deus, pois as sementes que vamos plantar vão frutificar.
Não desista de seus tratamentos médicos, eles darão resultados, não desista de crer que sua família será o melhor lugar da terra para você, que suas finanças serão arrumadas e você vai prosperar, não desista de crer na sua célula multiplicada, que você vai conquistar seus 12, pois o sábio semeia de dia e de tarde não repousa a mão pois as sementes vão frutificar e assim será em sua vida.
Ore agora mesmo recebendo autoridade e força para afastar o desgosto e continuar a semear!
Deus te abençoe.
Shalom, shalom.
Ap. Valdemir Arnesi – Mizinho (seu pastor)
Sexta 11/06 20h30 Jantar de Casais e Namorados, venha.
TODA MOOCA PARA JESUS EM 2010!!!

HISTÓRIA DA IGREJA - PROVA B

PROVA B – ETA
MATÉRIA: HISTÓRIA DA IGREJA CRISTÃ
ALUNO: ______________________________________ ____________________________
PROFESSOR (A): Ap. Valdemir Arnesi TURMA:– segunda-feira – 20h15
DATA DA AULA: 07/06/2010 DATA PARA ENTREGA: 21/06/2010
(*) após a data de entrega prevista a cada semana de atraso perderá 20% da nota.
ENTREGAR ESTA PROVA PARA: Dca. Silvana

HISTÓRIA DA IGREJA CRISTÃ
1. Do que é chamada a última geração do primeiro século e por quê?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

2. Como eram utilizados no livro dos Atos dos Apóstolos os títulos de anciãos (presbíteros) e bispos? Por quê? Como os diáconos são mencionados nas últimas cartas de Paulo? Eram somente os homens que exerciam o diaconato?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

3. Quando acabaram as perseguições imperiais sobre a Igreja?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

4. O que causavam as reuniões dos cristãos e como eram consideradas? Quando e onde eram feitas? Quais as calúnias que cercavam estas reuniões? Qual o medo do Império?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

5. Descreva em 10 linhas a reforma da Alemanha (não se detenha em todo o pano de fundo para acontecer a reforma, mas descreva-a diretamente)

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

6. Quem fez e quando foi a reforma suíça?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

7. Quem encabeçou a reforma da Inglaterra e quando?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

8. Quem encabeçou a reforma na Escócia, em qual época e qual igreja surgiu?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

9. Quais as três principais restaurações feitas no Cristianismo por causa das reformas?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

10. Quantos evangélicos há no Brasil, segundo o censo de 2.000 e qual era a projeção para 2004? Considerando uma taxa média de crescimento dos evangélicos em 7,43%, quantos seremos ao final de 2.010?

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

_________________________________________________________________________.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

TRABALHO EM EQUIPE

"Visitei o país África do Sul pela primeira vez em 1976, ainda em pleno regime do apartheid e em franco contraste com os dias de hoje, Agora vejo uma nação orgulhos e dinâmica, preparando-se para ser sede da Copa do Mundo de 2010 e anfitriã de milhares de visitantes neste megaevento.
Qual é a diferença entre país e nação? Um país é formado por um povo que vive em um território delimitado por fronteiras naturais ou convencionadas. Uma nação, por sua vez, é formada por um povo que convive em um território onde os habitantes compartilham de uma causa comum. E essa nação é normalmente forjada quando essa causa comum demanda sacrifícios ou esforços incomuns tanto sob uma liderança transformadora - revoluções, lutas pela independência, guerras, catástrofes natuais - como pela união de um povo que se junta para orgulhosamente comungar e celebrar suas glórias, conquistas ou momentos de euforia.
E esta é a mesma diferença entre gurpo e um time. Grupo é um conjunto de pessoas formando um todo, enquanto um time é um grupo de pessoas interdependentes, empenhadas em uma mesma atividade conjunta e visando uma causa comum. O time consegue resultados marcantes através do trabalho de equipe, especialmente quando se baseia em um espírito de ganha-ganha, o que aumenta a produtividade, melhora a qualidade, reduz os custos, traz maior satisfação pessoal, além de autoestima, e fomenta o companheirismo. Através do bom trabalho em equipe alcança-se com maior facilidade o sucesso almejado.
A seleção brasileira está se preparando para realizar o sonho de ser hexacampeã, mas somente poderá ganhar a sexta Copa do Mundo se tiver, em cada posição, a pessoa certa no lugar certo no momento certo e, o mais importante, jogando pela razão certa. Isto é, defendendo o país, pensando no bem coletivo e honrando a camisa canarinho, em vez de procurar apenas a sua glória pessoal. Assim, vamos torcer como uma nação."

ROBERT WONG é CEO da Robert Wong Consultoria Executiva (Materia divulgada na Revista da TAM)

Presidente Lula na Mooca

A- A+ TAMANHO DA LETRAENVIARIMPRIMIR
(3) Comentários Votação: Tags:
Lula diz que presidente não é proibido de fazer campanha e que vai seguir regras eleitorais

Agência Brasil
Publicação: 01/06/2010 16:28
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (1º/6) que não é proibido a um presidente fazer campanha política no período eleitoral. A afirmação foi feita em visita à fábrica da Volkswagen, em São Bernardo do Campo (SP), onde participou de reunião com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos da Alemanha, da diretoria e do Comitê Mundial dos Trabalhadores da montadora.

“O que eu não quero é fazer nada que possa infringir a legislação eleitoral e isso só me permite fazer campanha depois que forem feitas as convenções partidárias e que os candidatos estiverem oficializados”, disse. Quando perguntado se tomará cuidado no período da campanha, Lula respondeu que havia uma decisão da Justiça Eleitoral e que não era sua intenção criar constrangimento diante do que está determinado. “Pelo contrário, eu tenho que dar exemplo e quero contribuir para que a questão eleitoral transcorra, no Brasil, com a maior normalidade possível”.

O presidente também comentou sobre a baixa arrecadação registrada no início do ano, o que resultou no corte adicional de R$ 10 bilhões no Orçamento, anunciado na semana passada. Lula disse que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, pretendia que o corte fosse maior. “R$ 10 bilhões é muita coisa, mas eu não brinco com a economia brasileira. Nós chegamos até onde chegamos com muita seriedade. Portanto, se alguém imagina que, porque temos eleições, vamos brincar com a economia, pode tirar o cavalinho da chuva. Iremos manter a seriedade”.

Lula ressaltou que o governo está atento à crise econômica europeia. Na avaliação do presidente, a crise é muito grave e as autoridades estão demorando para tomar atitudes mais severas. “Mas vamos pedir a Deus para que eles resolvam rápido porque o Brasil precisa de tranquilidade neste momento e queremos que a Europa volte a consumir porque ela é um grande importador dos produtos brasileiros”.

Aos trabalhadores da montadora, o presidente disse que tem a expectativa de que o Brasil, em seis ou sete anos, seja a quinta economia do mundo. Na saída, ele quebrou o protocolo e cumprimentou os trabalhadores, com quem posou para fotografias. Logo em seguida, ele se dirigiu ao Clube Juventus, na Moóca, zona leste da capital paulista, onde entregou diplomas de qualificação profissional a 1.592 beneficiários do Bolsa Família. De lá, partiu para Brasília.